CICLAGEM DE CARBOIDRATOS


Trata-se de uma estratégia alimentar onde a ingestão de carboidratos não é fixa em todos os dias da semana, respeitando uma espécie de “ciclo” desse macronutriente. Basicamente esse tipo de alimentação se reflete em dias de alto consumo de carboidratos, dias de consumo médio e dias de baixo consumo desse macronutriente, podendo ser compensado com o aumento do consumo de protéinas e gorduras boas, como maneira de manter a ingestão de calorias alta. No entanto, muita gente que realiza esse tipo de dieta opta por não aumentar significativamente o consumo de proteínas e gorduras boas nos dias de baixo consumo de carboidratos, com o objetivo de manter a ingestão energética baixa, se favorecendo da saciedade decorrente do consumo de proteínas e gorduras.

Essa estratégia alimentar é muito utilizada por atletas fisiculturistas que buscam se beneficiar dos momentos de alta e baixa ingestão de carboidratos, uma vez que em dias de alto consumo de carboidratos a liberação de insulina é maior, e pode-se aproveitar os benefícios anabólicos desse hormônio. Enquanto nos dias de baixo consumo de carboidratos, a insulina se eleva pouco, e um maior controle nos níveis de insulina significa um favorecimento da lipólise.

A possibilidade de ter dias de alto consumo de carboidratos traz também efeitos bem positivos na disposição do indivíduo, uma vez que o principal substrato energético do cérebro é a glicose e ficar muitos dias seguidos sem o consumo de carboidratos pode acarretar desânimo, fadiga, falta de concentração.

Percebemos que a estratégia de ciclar carboidratos pode ser muito útil quando buscamos em alguns momentos favorecer o processo anabólico, otimizando o aumento de massa muscular, e em outros momentos o processo lipolítico, favorecendo a diminuição do percentual de gorduras.

1 visualização
Black and Yellow Fashion Marketing Socia